quarta-feira, 30 de junho de 2010

Sociedade Ponto Verde


Até Setembro deste ano as embalagens recicladas terão um valor acrescido. Por cada tonelada de resíduos, a Sociedade Ponto Verde irá doar 0,25 cêntimos para aquisição de material escolar. O objectivo é chegar a 2.000 crianças identificadas pelas diversas associações de solidariedade que trabalham com a Entrajuda. Para atingir este objectivo, é necessário que os portugueses enviem para reciclagem 160. 000 toneladas de embalagens usadas.
Cada criança irá receber um kit com mochila, esferográficas, borracha, régua, canetas de feltro, tesoura, cola, lápis, etc, etc.
Seja ecológico e solidário ao mesmo tempo!! Colabore!!!

Para saber mais vá a

Máquina de fazer velas

Os óleos alimentares são daqueles resíduos mais incómodos, uma vez que ninguém sabe muito bem com se ver livre deles e são muito poluentes. Sabia que um litro de óleo contamina cerca de um milhão de litros de água?



Um português descobriu como reutizá-lo. Afinal os portugueses não entendem apenas de futebol... e ainda bem! A Oon Candlemaker é muito parecida com uma moderna máquina de café e tem capacidade para receber 1,5 l de óleo. Coloca-se uma pastilha com o aroma desejado, espera-se alguns minutos e... temos uma linda e perfumada vela.
Interessante, não??? Além de tudo isto, esta máquina é fabricada com cerca de 80% de plástico reciclado. Fantástico!!! O seu preço ronda os 300 euros, mas vale a pena ajudar o ambiente e evitar que os óleos se infiltrem no solo/ água.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Festival MUSA CASCAIS


O Festival Musa Cascais, que decorrerá nos dias 2 e 3 de Julho, visa sobretudo alertar para as alterações climáticas e para a necessidade de sermos mais ecológicos.
Para saberes mais e te habilitares a ganhar passes para o festival vai a

UNICEF

A UNICEF está a levar a cabo nova campanha para levar água potável às crianças que dela não podem usufruir. Tu, que estás a ler isto, provavelmente nunca sentiste falta de água, nem compreendes a gravidade da situação, mas milhões de crianças pelo mundo fora não têm essa felicidade.

Por exemplo, no Haiti, na sequência do terrível terramoto de Janeiro deste ano, a Unicef e os seus parceiros têm estado a fornecer diariamente água potável à população da capital em mais de 450 postos de abastecimento espalhados pela cidade. Até Abril forneceu 5.300 latrinas que servem cerca de 230.700 pessoas, e que foram instaladas em colaboração com organizações parceiras no terreno.

Ainda morrem 5.000 crianças por dia de doenças relacionadas com a má qualidade da água e do saneamento, é urgente fazer muito mais.

Você pode contribuir, faça um donativo à Unicef (que é dedutível nos impostos):

10 euros:permitem comprar quatro vasilhas com a capacidade de 10 litros cada, para fornecer água potável às famílias em situação de emergência;

15 euros: permitem comprar 250 saquetas de sais de reidratação oral para tratar crianças afectadas por doenças diarreicas;

25 euros: permitem comprar pastilhas para purificar 900 litros de água;

185 euros: permitem adquirir uma bomba manual, tubagem e os acessórios necessários para equipar um poço de superfície, com capacidade para abastecer uma aldeia de 300 habitantes.

312 euros: permitem comprar latrinas em plástico e tubos de escoamento que melhoram as condições de saneamento numa aldeia com cerca de 80 famílias.

Contactos:

e-mail: donativos@unicef.pt

tel: 21 317 75 00/ fax: 21 354 79 13

segunda-feira, 28 de junho de 2010

GNR PATRULHA O MARÃO


A Gnr já se encontra a patrulhar, a cavalo, a Serra do Marão, para prevenir os incêndios florestais. Nesta época tão crítica que agora começa, infelizmente, o Marão costuma ser muito fustigado, já tendo ardido grande parte da sua superfície mais do que uma vez.


Assim, consideramos muito louvável esta iniciativa!!!

Programa "Adopte um charco perto de si" quer levar anfíbios às escolas"


O programa intitulado "Adopte um charco perto de si" pretende desenvolver o conhecimento dos estudantes das escolas portuguesas sobre os animais anfíbios, alvo de repulsa dos adultos mas não das crianças, revelou hoje um investigador universitário.
"Pretende-se que os alunos possam adotar um charco em áreas onde existem na Natureza ou então recriá-lo na própria escola, na disciplina de Ciências da Natureza, através de um manual fornecido por nós", disse hoje aos jornalistas Nuno Ferrand, diretor da Unidade de Conservação e Divulgação da Biodiversidade da Universidade do Porto (CIBIO), promotora da iniciativa.
Em declarações à margem da inauguração da exposição "Anfíbios: uma pata na água, outra na terra", patente ao público no Palácio Sotto Mayor, na Figueira da Foz, Nuno Ferrand acrescentou que o programa quer "contribuir para diminuir a ignorância" que as pessoas têm sobre os animais anfíbios -- dos sapos à rãs, passando pelos tritões e salamandras, entre outros - existentes em território nacional.

domingo, 27 de junho de 2010

O Álbum de Família do Planeta Terra

A Amnistia Internacional de Portugal apresenta, na Praça do Império do Museu da Marinha e até dia 30 deste mês, a exposição 1000 Famílias- O Álbum de Família do Planeta Terra. São 100 fotografias que retratam famílias do mundo inteiro, incluíndo uma de Montalegre, aqui bem perto.
Para saber mais clique em

Entregue os medicamentos fora de prazo na Farmácia





Entregue os medicamentos fora de prazo ou sem uso na sua farmácia. Assim, ao evitar que esses medicamentos acabem num aterro está a ajudar o ambiente. Não os atire ao lixo: leve-os à sua farmácia!!O saco que lhe oferecerão na farmácia para recolha desses medicamentos é 100% reciclável e 100% degradável. Parabéns à Valormed pela iniciativa!!!Os Amália Hoje vão dar um concerto no Coliseu do Porto, dia 16 de Julho em nome desta causa.
Saiba em http://www.valormed.pt/ onde já se faz a recolha de resíduos de medicamentos veterinários.

sábado, 26 de junho de 2010

PORTUGAL SEM FOGOS

Agora que já estamos no Verão, convém não esquecer regras básicas para evitarmos os incêndios:
- não lançar foguetes;
- não fazer fogueiras;
- não deitar lixo para o chão (principalmente beatas de cigarros).


Em caso de incêndio ligue 112.



Se quiser ficar a saber mais sobre este assunto e sobre tudo o que envolve a natureza, consulte o sítio do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade:




http://portal.icnb.pt

13ª campanha de recolha de radiografias da AMI

A AMI está a recolher, desde o dia 5 até 30 de Junho, radiografias antigas ou já sem qualquer valor de diagnóstico. Estas podem ser entregues em qualquer farmácia do país.
De cada tonelada de radiografias são extraídos dez quilos de prata e, com o dinheiro obtido na venda deste material, a AMI angaria fundos para manter a assistência nos centros Porta Amiga e em acções humanitárias em que participa um pouco por todo o mundo.
Participar nesta campanha é ajudar o ambiente, pois evita-se que as radiografias vão parar ao lixo, perdendo-se para sempre a prata que contêm. Em 2007, durante a 12ª campanha de recolha de radiografias, a AMI recolheu 120 mil quilos.
Participar é ser solidário e ecológico.
PARTICIPA!!!!!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Resinorte


A Resinorte está em Vila Pouca de Aguiar com um camião onde podemos aprender novas coisas sobre o processo de reciclagem dos diversos resíduos através de jogos lúdico-didácticos. Além de jogos de computador onde se faz a separação do lixo, podemos ver como é composto um aterro, em que se transformam as garrafas de plástico, garrafas de vidro, pacotes de leite, etc...

Depois da visita podes receber um conjunto de lápis de pintar numa embalagem de papel reciclado e levar para casa um prático saco de compras que subsitui o comum saco plástico.

Entre muitas coisas, ficarás a saber que os pacotes de leite, de sumo, natas ou vinho, que antigamente se colocavam no contentor azul, agora se colocam no amarelo, tal como: garrafões, frascos e garrafas de plástico, iogurtes líquidos, detergentes, produtos de higiene, sacos de plástico, copos de iogurte, manteiga, margarina, enlatados e conservas, latas de bebidas, aerossóis, tabuleiros de alumínio, outras embalagens de metal.
O que não podes colocar no ecoponto amarelo:
-embalagens que tenham contido produtos tóxicos, tachos, panelas e talheres, electrodomésticos, pilhas e baterias...


No ecoponto verde podes e deves colocar:
-garrafas e garrafões de vidro, assim como frascos e boiões de vidro.
Não deves colocar: -loiças e cerâmicas, pratos, copos, chávenas, jarras, mosaicos e azulejos, vidros especiais, cristal, pirex, espelhos, janelas, lâmpadas, frascos de perfume e de cosmética, vidros de automóveis, vidro farmacêutico e de hospital, tampas e rolhas de embalagens de vidro.
Para terminar, no contentor azul deves colocar:
embalagens de cartão liso/ compacto; embalagens de cartão canelado; embalagens de papel; jornais e revistas; caixas de cereais; ...
Não podes colocar neste ecoponto:- guardanapos de papel, toalhas e fraldas, embalagens metalizadas, embalagens que tenham contido cimento, alcatrão ou produtos tóxicos.

JÁ SABES:
SE O AMBIENTE QUERES AJUDAR, O LIXO DEVES SEPARAR!!
CONTACTOS:
Resinorte (Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S. A.)
Codessoso- Apartado 27- 4890-166 Codessoso, Portugal
tel: 255 320 280/ Fax: 255 320 281

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Para pensar...

SERÁ QUE TEMOS O DIREITO DE SERMOS TÃO EGOÍSTAS?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Viagem virtual ao mundo da reciclagem


A Resinorte encontra-se em Vila Pouca de Aguiar com uma campanha intitulada "Resíduos em movimento". Com esta actividade, pretende-se a valorização do tratamento dos resíduos.
A entrada é gratuita e os horários são os seguintes:
23 a 25 de Junho: das 9h às 18h
26 de Junho: das 10h às 17h

terça-feira, 22 de junho de 2010

9.º A exibe filme de Área de Projecto na Festa de Final de Ano Lectivo

Como uma das actividades finais de Área de Projecto, a turma A do 9.º ano, desta escola, apresentou, durante a Festa de Final de Ano Lectivo, no dia 19 de Junho, um pequeno filme elaborado por alunos da turma, partilhando com diversos membros desta comunidade educativa imagens de actividades desenvolvidas, nesta escola, para a defesa do ambiente, ao longo deste ano lectivo.

A Sílvia, a Carla e a Karina apresentaram o filme...


Neste filme, estão retratadas actividades como o "Movimento Limpar Portugal", o projecto "Vamos Limpar a Escola", a construção de eco-pontos, a horta biológica da nossa escola, assim como a plantação de árvores e a criação de ninhos e de jardins móveis, na "Semana da Floresta".

video

Mexilhão de rio do norte


"O ministério do Ambiente chumbou uma das quatro barragens da Cascata do Alto Tâmega por causa do mexilhão de rio do Norte, uma espécie rara descoberta no rio Beça, em Boticas, disse à agência Lusa fonte oficial do ministério.
A Declaração de Impacte Ambiental (DIA) das barragens do Alto Tâmega, concessionadas à espanhola Iberdrola, foi assinada na segunda-feira e, segundo a fonte, chumbou a barragem de Padroselos, que estava previsto construir no rio Beça, no concelho de Boticas.
A tutela resolveu condicionar as restantes três barragens «sem comprometer a produção hidroeléctrica anual». O ministério do Ambiente decidiu que o condicionamento passa também pela obrigatoriedade de serem usadas as cotas mais baixas propostas no Estudo de Impacte Ambiental (EIA).
A DIA contempla também um conjunto de medidas de compensação sócio-económicas e ambientais para a zona.
O mexilhão de rio do norte, Margaritifera margaritifera, é uma espécie rara protegida pela legislação nacional e europeia e que, em 1986, chegou a ser dada como extinta em Portugal.
Atualmente, esta espécie existe nos rios Rabaçal, Tuela e Mente, que atravessam a parte ocidental do Parque Natural de Montesinho (PNM), e ainda no Paiva, Neiva e Cavado. No âmbito do Estudo de EIA de Padroselos, o mexilhão de rio foi também descoberto no rio Beça.
A construção da barragem de Padroselos implicaria a eliminação desta colónia de bivalves e, por isso, o EIA propôs um «possível cenário alternativo do projecto», que passava pela exclusão desta barragem do projecto. "


segunda-feira, 21 de junho de 2010

AS ENERGIAS RENOVÁVEIS NA FEIRA DO GRANITO

Está a decorrer aqui bem perto de Ribeira de Pena, em Vila Pouca de Aguiar, e até amanhã, dia 22, a Feira do Granito. Nela encontramos, no meio de tantos stands, o da empresa margens do ave, uma empresa virada para as energias renováveis, como se pode constatar pelas fotografias abaixo. Esta empresa promove a aquisição de tecnologia ecológica, desde Solar Térmica, a Fotovoltaica ou Eólica. Comercializam Painéis Solares, Geradores de Energia Aerotérmica (um sistema potente que garante o aquecimento mesmo com 20º C negativos de temperatura exterior) e outros tipos de tecnologia amiga do ambiente. Nesta imagem podemos observar uma lanterna solar. Aqui temos uma lanterna de campismo que carrega graças ao sol. Eis alguns materiais em exposição. Além deste tipo de tecnologia, esta empresa também desenvolve um projecto sobre biomassa que procura mais uma alternativa aos combustíveis fósseis e altamente poluentes.
Contactos:
margens do ave
rua do rio ave nº 665; 4795-107 Vila das Aves
tlmvl: 939 267 536/ telf./fax: 252 873 159

domingo, 20 de junho de 2010

A Optimus Kanguru vai plantar 100 000m2 de floresta


A Optimus Kanguru decidi lançar uma campanha que não poderia de, com muito agrado, referir neste blogue:



Por cada cliente que adira à Factura Electrónica, a Optimus Kanguru vai plantar 1m2 de floresta na Serra da Lousã. Sempre que a nova Factura Electrónica ficar disponível para consulta no site, ser-lhe-á enviado um e-mail ou um SMS com este alerta. Desta forma estará a contribuir para uma causa nobre. Eu já aderi!!!!

Zoo fechado devido à extinção dos animais


sábado, 19 de junho de 2010

Depositrão

A ERP Portugal distribui gratuitamente um livrinho dedicado aos REEE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos). Além de contactares com o Depositrão, a Vapores, o Capitão Fluxo, o Antenas e outras personagens, que surgem numa banda desenhada onde explicam o que se deve fazer aos REEE, ainda podes encontrar vários jogos e actividades. Aqui tens algumas páginas que poderás imprimir e divertir-te:






sexta-feira, 18 de junho de 2010

CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO CONTRA INCÊNDIOS FLORESTAIS

10 passos para defender a sua casa
1-Reconhecer o problema
Gerir o combustível no terreno envolvente à sua habitação e à sua melhor protecção.
2- Definir a faixa de protecção
Uma faixa mínima de 50 m. reduz as hipóteses de um incêndio florestal chegar à sua casa.
3-Reduzir a vegetação mais inflamável
É de privilegiar a criação de uma área regada de 10m em torno da sua casa, evitando a plantação de vegetação mais inflamável.
4-Desbaste e desramação
Dê preferência ao abate de árvores doentes ou enfraquecidas.
5-Mantenha a faixa limpa
Não acumule lenha, sobras de exploração florestal ou agrícola, ou substâncias altamente inflamáveis, dentro da faixa de 50 m, salvo se em compartimentos isolados.
6-Faixa de pavimento não inflamável
Mantenha uma faixa de 1 a 2 m com pavimento em redor da edificação.
7-Acesso desobstruído
No acesso à sua casa, faça uma faixa de protecção de 10 m para cada um dos lados, bem como a criação de uma zona que permita a inversão de marcha dos veículos.
8- Limpe a cobertura e outras estruturas da casa
Remova as ervas secas, folhas mortas, caruma dos pinheiros, ramos e musgos que se encontram na cobertura dos edifícios, caleiras, algerozes e passadiços de madeira.
9-Segurança na sua casa
Coloque uma rede de retenção de faúlhas nas chaminés da habitação. Em caso de incêndio não deixe frestas abertas por onde possam entrar faúlhas para o interior da sua casa.
10-Estar preparado para um incêndio
Guarde as pás, os ancinhos e as mangueiras num local facilemente acessível e,
em caso de incêndio, ligue 112.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Dia Mundial da Luta contra a Desertificação e a Seca

Hoje, dia 17 de Junho, assinala-se o DIA MUNDIAL CONTRA A DESERTIFICAÇÃO E A SECA. Tendo em vista a sensibilização de toda a comunidade escolar para estes problemas, foram afixados os cartazes que a seguir se apresentam. Esperemos que as mentalidades se consciencializem que é preciso mudar comportamentos.




quarta-feira, 16 de junho de 2010

Geração Depositrão

O Projecto Actividade Criativa – Geração Depositrão foi desenvolvido no decorrer dos meses de Maio e Junho por uma Equipa de 30 elementos constituída pelos alunos do 7ºA e os alunos do 10ºB (Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis). Esta Equipa foi auxiliada pelas professoras Elsa Vicente (professora da área de educação visual e tecnológica) e Mónica Cardoso (formadora na área da Electrotecnia).
No decorrer do mês de Maio os alunos recolheram o objecto que viria a ser transformado. Para tal foi pedido que os alunos da escola trouxessem equipamentos eléctricos em fim de vida para procedermos à selecção do que considerávamos mais adequado para esta actividade. Chegaram computadores, monitores, ratos, rádios, modems e uma ventoinha!
Após a recepção dos REEEs, e já no mês de Junho, realizou-se uma reunião para troca de ideias, despertar de mentes e análise de cronograma para elaboração das actividades. A ideia surgiu com a ajuda de todos e as tarefas foram distribuídas.

Os alunos pertencentes ao 7ºA ficariam responsáveis pela compra do material necessário e pintura do REEE escolhido e os alunos do 10ºB ficariam responsáveis por o estruturar e transformar numa autêntica obra de arte.
Para que esta iniciativa fosse do conhecimento dos restantes elementos da escola, toda a actividade foi realizada no espaço exterior.
Após a recepção dos REEEs, e já no mês de Junho, realizou-se uma reunião para troca de ideias, despertar de mentes e análise de cronograma para elaboração das actividades. A ideia surgiu com a ajuda de todos e as tarefas foram distribuídas.

Os alunos pertencentes ao 7ºA ficariam responsáveis pela compra do material necessário e pintura do REEE escolhido e os alunos do 10ºB ficariam responsáveis por o estruturar e transformar numa autêntica obra de arte.
Para que esta iniciativa fosse do conhecimento dos restantes elementos da escola, toda a actividade foi realizada no espaço exterior.
Com o objecto apresentado pretendemos representar a importância das energias renováveis (mais especificamente a energia geotérmica) para a produção de electricidade. O nosso objecto é o espelho de uma das mais poderosas forças da natureza: o calor da Terra.


Esta energia renovável possui vantagens óbvias sobre as fontes finitas de combustíveis fósseis, bem como sobre algumas outras renováveis.
A sua utilização é compatível com a conservação dos recursos naturais e a preservação da qualidade do ambiente, sendo por isso considerada uma fonte energética capaz de suportar o desenvolvimento sustentável da região onde se insere.
Trata-se de uma fonte de energia endógena e renovável que reduz a necessidade de utilização de combustíveis fósseis, apresentando por isso benefícios ambientais significativos ao evitar a combustão de hidrocarbonetos e, em consequência, reduzindo as emissões dos gases de efeito de estufa.

Assim, o objectivo primordial do nosso objecto é traduzir o enorme potencial que existe no interior do nosso planeta e que este potencial pode e deve ser aproveitado uma vez que os recursos que actualmente utilizamos para produzirmos energia se estão a esgotar e são altamente poluentes (ex: petróleo, gás, carvão).
Representamos a terra/solo através de uma rocha recolhida nas imediações da nossa escola à qual fizemos a “ligação” da tomada da ventoinha indicadora da ligação da energia do solo ao equipamento eléctrico.

EIS O OBJECTO FINAL: